site em português
  • Página inicial | 
  • Fale Conosco | 
  • Marketing
» Página inicial » Notícias » Título da Notícia

Notícias

Festival em Búzios promove encontro de mestres da cozinha francesa

publicada em 10/10/2017

foto

Frion retorna ao balneário de 24 a 28 de outubro

Quando deixa Bordeaux, capital do vinho francês, o chef Nicolas Frion gosta de estar à beira mar, num paraíso tropical, com paisagens distantes dos prédios neoclássicos que tomam conta da Place de la Bourse, endereço do restaurante Le Gabriel. Há sete anos, descobriu Búzios, quando participou do primeiro Les Pantagruels, um encontro de sabores e savoir-faire entre franceses de lá e cá, que neste ano ganha um toque de iguarias regionais brasileiras. Frion retorna ao balneário de 24 a 28 deste mês, juntamente com mais 16 chefs que trocam ingredientes e técnicas no restaurante Chez Françoise, na Praia de Geribá.

- Adoro a moqueca, as castanhas de caju e a batata-baroa - conta Frion, que traz na mala rótulos de Bordeaux e a experiência dos últimos 11 anos no lendário Le Chapon Fin, fundado em 1825, além do trabalho ao lado de nomes como Paul Bocuse, Thierry Mar e Gérard Boyer.

Da França, desembarcam ainda Bruno Capellari, proprietário do LArmonie (bib gourmand Michelin), localizado no vilarejo de Serignan, ao Sul. De origens italianas, ele gosta de mesclar terra e mar, harmonizando pescados com molhos de carne vermelha.

- Encontramos em Búzios uma bela família, os Lindemann, organizadores do festival e apaixonados por gastronomia - diz Capellari, que promete trazer na mala pistils de açafrão e temperos mediterrâneos.

Vem ainda o bretão Olivier Briand, do Ty Gibus, localizado em Caen, no Norte da França, eleito melhor bistrô nacional em 2006. O cozinheiro conquistou a atenção de críticos ao abrir em 2008 o restaurante rural Le Gibu:

- Minha prioridade é valorizar os pequenos produtores, respeitar as estações e os ciclos naturais, para incentivar a economia local.

Entre os chefs franceses que estreiam no festival, mas vivem no Brasil, está Antoine Patrick Caestecker, no comando do Rouge, em São Paulo, que promete trazer na mala caviar de trufas negras para substituir de forma perfeita a textura e o visual do caviar desturgeon:

- Os sabores que mais me surpreendem são o da mandioca e do maracujá.

Na mesma categoria está Sébastien Laurent Michaut, do Green House Gourmet, em Indaiatuba, fã confesso de jambu e manga.

O tempero é engrossado com residentes no Rio como Frédéric Monnier, Philippe Brye, o franco-brasileiro Ricardo Lapeyre e Frédéric De Maeyer. Pela primeira vez, os sabores do Brasil serão representados por chefs embaixadores: Humberto Marra (Centro-Oeste), Natacha Fink (Norte), Roberta Ciasca (Sudeste) e Marcones Deus (Nordeste). O quarteto selecionou ingredientes como maxixe, jatobá do cerrado, jambu, tucupi, pequi, castanhas, mangaba, cagaita e pimenta baniwa.


Leia mais: https://oglobo.globo.com

fotos vídeos como chegar
Restaurante Da Vinci